terça-feira, 1 de setembro de 2009

Fique Ligado!

FIQUE LIGADO!
REALIZAR ALONGAMENTOS PREVINE DOENÇAS E
PROMOVE SAÚDE

O QUE É ?
Os alongamentos são exercícios voltados para o aumento da flexibilidade muscular, promovem o estiramento das fibras musculares, fazendo com que elas aumentem o seu comprimento.
Os alongamentos conseguem esse resultado por aumentarem a temperatura da musculatura e por produzirem pequenas distensões na camada de tecido conjuntivo, tecido que reveste os músculos(figura 1) .

QUAIS SÃO OS BENEFÍCIOS?

- Redução de tensões musculares;- Relaxamento;- Benefícios para a coordenação, pois os movimentos se tornam mais soltos e fáceis;- Aumento do arco de maleabilidade;- Prevenção de lesões;- Promove aquecimento e auxilia no desempenho de atividades fisicas, como corrida, tênis, natação, ciclismo, etc;- Desenvolve a consciência corporal, à medida que a pessoa focaliza a parte do corpo que esta sendo alongada;- Ativa a circulação;- Ajuda a liberar os movimentos bloqueados por tensões emocionais.

QUAL A IMPORTÂNCIA DOS ALONGAMENTOS?

Devido à vida sedentária, posturas inadequada e estresse diário, você pode ter estruturas do corpo comprometidas por desalinhamentos e sobrecarga. Com os músculos tensos ou encurtados, não haverá movimentação normal nem uma boa circulação sangüínea, além de desconfortos e até dores. Isso mostra a importância de realizarmos alongamentos com freqüência, entretanto, mais importante do que realizá-los, é fazê-los de maneira correta.
Os alongamentos são fáceis, mas quando realizados de forma incorreta podem até fazer mal.
Procure seu fisioterapeuta ou educador fisico, descubra quais são os alongamentos mais eficazes e
indicados para você e dê mais um passo rumo a construção da sua saúde!

Equipe de "Reabilitação Fisica"
Fisioterapeutas
Dra. Erika Resende - Crefito4/n13118 LTF
Dra. Carina Lopes- Crefito4/n13126 LTF

SAIBA MENTIRAS E VERDADES SOBRE O SABONETE INTIMO

Eles invadiram as prateleiras das farmácias e supermercados e conquistaram as mulheres. Agora, os sabonetes íntimos já são parte da higiene diária feminina. Mas, apesar de fazer muitas adeptas, as dúvidas que rondam o produto não são poucas: ele pode ser usado na menstruação? O que ele tem de especial em relação às outras fórmulas? Qual a frequência ideal de uso? Para responder essas e outras questões, o MinhaVida conversou com o ginecologista e obstetra Edílson Ogeda, do Hospital Samaritano de São Paulo. Confira aqui:

1. Ele protege mais que o sabonete comum Verdade. De acordo com o ginecologista, o sabonete íntimo possui uma composição neutra, sendo assim traz mais proteção porque não agride a mucosa genital e, portanto, não interfere no ambiente natural da região da vagina.

2. O sabonete íntimo elimina odores desagradáveis Mentira. O cheiro forte na região genital está relacionado a problemas genitais, como o corrimento, por isso o produto não tem o poder de eliminá-lo. Ele não trata a causa do problema. "O produto vai disfarçar o odor apenas por alguns minutos. Porém, a não solução desse quadro serve como alerta de que existe uma alteração que deve ser investigada e tratada", diz.

3. O produto altera o pH da vagina. Mentira. "Os sabonetes íntimos, que são recomendados pelos ginecologistas, devem possuir pH neutro, por isso não desequilibram o pH da vagina, evitando problemas como corrimentos e coceiras" , explica o especialista.

4. Eles oferecem menos risco de alergia Verdade. Como a composição do produto é específica para a área genital, ele oferece menos riscos de alergias. "Todos os componentes presentes na formulação são mais leves e evitam irritações", explica o ginecologista.

5. O uso do produto evita a proliferação de fungos e bactérias Verdade. Os sabonetes íntimos não prejudicam os lactobacilos responsáveis por proteger a região vaginal. "Essas bactérias, conhecidas como lactobacilos de Dorderlein, evitam a proliferação dos germes causadores de infecções vaginais. Já os sabonetes comuns, principalmente os que não são neutros, podem eliminar os lactobacilos e deixam a saúde íntima mais exposta", diz Edílson Ogeda.

6. O sabonete íntimo não pode ser usado durante a menstruação Mentira. De acordo com o ginecologista, não existe nenhuma contra-indicação. O produto não oferece nenhum risco quando usado durante o período, porque vai sempre acompanhar o pH apresentado pela vagina.

7. O produto não deve ser utilizado todos os dias Mentira. O uso diário do sabonete não prejudica a flora vaginal. Durante o banho, lavamos todas as partes do corpo, então, usar um sabonete neutro, que não agrida a mucosa vulvo-vaginal, é muito mais indicado do que adotar um sabonete convencional.

8. O sabonete íntimo é igual ao sabonete neutro. Verdade. Na prática, não existe nenhuma alteração considerável na fórmula dos dois produtos, portanto, eles se equivalem. "Mas como os agentes (até mesmo o perfume) dos sabonetes íntimos são totalmente pensados para essa região, o risco de reação alérgica é mais baixo", diz.

9. Na falta de sabonete íntimo podemos usar o antibactericida Mentira. De acordo com o ginecologista, os sabonetes antibactericidas são vetados para a região vaginal. "Eles são sabonetes capazes de combater as bactérias de superfície (pele e mucosa) e não devem ser usados na região genital, pois podem destruir os lactobacilos de proteção e aumentar (e muito) o risco de infecções e irritações na vagina", alerta.

10.O uso prolongado pode causar corrimento. Mentira. De acordo com o especialista, não existe nenhuma relação entre corrimento genital e o uso de sabonetes íntimos. "O corrimento é causado por bactérias e fungos. E o produto não tem nenhuma ligação com a proliferação desses micro-organismos", afirma.

Publicado no Yahoo Beleza e Saúde